SÍNDROME DO BEBÊ SACUDIDO
Dra. EVELYN EISENSTEIN

A Síndrome do Bebê Sacudido é uma forma de abuso físico que ocorre quando um adulto sacode um bebê geralmente menor de seis meses, “com freqüência pela irritação com seu choro, ou por realizar algum ato no qual não tem domínio, que desagrada a quem cuida dele” (Ministério da Saúde, 2002).

Cuidar de um bebê exige muita paciência e quando o cuidadores, seja o pai, a mãe, avós ou babás não conseguem suprir as necessidades dele, aumenta-se o risco de o bebê ser sacudido para cessar o choro.

Como o bebê está em desenvolvimento, qualquer alteração brusca pode ser irreversível. As sacudidas podem causar lesões que resultam em cegueira, hemorragias na retina, lesões oculares, surdez, fraturas em ossos, paralisia cerebral, deficiência mental e até morte.

É comum um bebê chorar duas a três horas por dia. Afinal essa é a única forma que ele tem no momento de se comunicar, mas há algumas sugestões do que se pode fazer se o bebê não parar de chorar:

• Tente alimentar o bebê novamente.
• Troque a fralda ou as roupas.
• Embrulhe bebê e coloque-o no berço.
• Abrace o bebê.
• Tranqüilize o bebê com música ou massagem.
• Coloque-o em lugar tranqüilo ou mais escuro.
• Verifique se o ambiente está confortável (temperatura, luminosidade).
• Leve o bebê para passear em um local fresco.
• Peça ajuda para alguém que esteja mais calmo que você para cuidar dele.
• Deixe o bebê no berço, saia do quarto, respire fundo, procurando acalmar-se e,então, volte para lá.
• Chame uma pessoa em que confia para lhe dar assistência.
• Distraia o bebê com brinquedos.
• Consulte um pediatra ou profissional de saúde infantil.
• Mas NUNCA, NUNCA, em hipótese alguma sacuda o bebê!!!